Pneumotórax

2011/02/19

Pneumotórax

Febre, hemoptise, dispnéia e suores noturnos.
A vida inteira que podia ter sido e que não foi.
Tosse, tosse, tosse.

Mandou chamar o médico:
– Diga trinta e três.
– Trinta e três… trinta e três… trinta e três…
– Respire.
………………………………………………………………………………………………………………………………
– O senhor tem uma escavação no pulmão esquerdo e o pulmão direito infiltrado.
– Então, doutor, não é possível tentar o pneumotórax?
– Não. A única coisa a fazer é tocar um tango argentino.

BANDEIRA, Manuel. Estrela da Vida Inteira, Livraria José Olympio Editora, Rio de Janeiro: 1965
publicação original:
BANDEIRA, Manuel. Libertinagem. Pongetti, Rio de Janeiro: 1930.
 
Sobre a gravação:
Quarta faixa do lado B do disco “Poesia – Sérgio Milliet – Manuel Bandeira”.
Voz: Manuel Bandeira
Realização: Irineu Garcia
Capa: Fernando Lemos
Conversão para o formato digital: Caio Christiano
O disco foi lançado pela Festa Discos e era o décimo-terceiro volume da coleção Poesia. O lado A continha poemas de e lidos por Sérgio Milliet enquanto o lado B continha poemas de e lidos por Manuel Bandeira. Não há nenhuma data inscrita no disco, mas creio datar do final da década de 1950/início da década de 1960.
Essa faixa está sendo publicada com fins educacionais, não havendo nenhum interesse em infringir os direitos autorais dos proprietários da gravação original.